09.07.2017
Kesha fala sobre mudança musical e diz que o novo disco também trará muitas músicas divertidas

Promovendo seu novo single “Praying“, e seu novo álbum “Rainbow” (que sai no dia 11 de Agosto) nas rádios americanas, Kesha compareceu ao Zach Sang Show, BBC rádio e também ao SiriusXM, onde entre os assuntos em comum falou sobre sua evolução musical, naves espaciais, sua última turnê “Fuck The World“, e até o recente episódio com o humorista Jerry Seinfeld.

Quando questionada se a sonoridade do álbum seguirá a de seu novo single, “Praying“, a glitter queen mandou avisar que a“velha Kesha” não está está morta e que seu novo disco também trará músicas divertidas:

“O álbum também terá muitas músicas divertidas. Eu não sou apenas miserável.”

Sobre a mudança de sonoridade, a cantora disse:

“Espero que as pessoas gostem, eu realmente espero, mas é realmente diferente do tipo de música que eu costumava fazer. Então, algumas pessoas vão gostar e tenho certeza que algumas pessoas não… mas… o que você pode fazer? Algumas pessoas gostam de abraços, outras não.” – completou Kesha, que também afirmou que não ignora seu passado e que cada música representou um momento pessoal.

“Eu apenas me sinto como um artista totalmente diferente – e não de maneira boa ou ruim […] O primeiro disco foi super divertido, e é como eu eu estava. Esse [álbum] é como eu estou agora. Então eu estou diferente. […] Eu ainda gosto das minhas músicas antigas. Eu ainda tenho uma conexão enorme com minhas músicas antigas, então não é como, ‘Oh, eu não sou mais essa artista’. Isso é definitivamente uma parte de mim. Só que isso [o novo disco] também é parte de mim.”

Falando sobre o significado do nome escolhido para seu novo álbum de estúdio – Rainbow -, Kesha explicou que é muito mais simbólico do que um simples título:

“A representação das cores para mim é muito simbólica, por exemplo, luz, alegria, juventude, e com juventude vem a ingenuidade, e eu sinto que quando você cresce, você passa por muitas coisas, tem seu coração partido e coisas do tipo. As coisas te machucam e começam a arrancar pedaços do seu coração, e pra mim foi o oposto, tentei curar meu coração da melhor forma que pude e me conectei de volta com essa inocência, variedade de cores, diversão e ingenuidade [..]”

Relembrando sua última turnê, “Fuck The World” – que ainda segue em curso -, Kesha citou-a como uma “verdadeira bagunça”, dizendo que era isso que a tornava divertida e irreverente, sem cerimônias.

A loira também falou sobre um de suas músicas novas, “Spaceship“, que foi totalmente influenciada por um episódio em Maio desse ano, onde ela afirma que viu naves espaciais no céu – jurando de pé junto que estava totalmente sóbria e livre de substâncias:

“Eu estava em Joshua Tree, totalmente sóbria. Permita-me destacar – completamente sóbria. Acho que as pessoas vão ficar tipo, ‘ela estava sob efeito de algum ácido ou algo assim’. Mas eu não estava. Eu não estava usando nada. Eu estava totalmente sóbria e então olho para o céu e há várias naves espaciais. Juro por Deus, havia algo entre cinco e sete naves, e não sei porque eu não tentei tirar uma foto – eu simplesmente fiquei olhando. Eu estava sentada em uma pedra e estava tipo, ‘O que diabos é isso?” Eu estava tentando descobrir, e então eles foram embora. E então eles voltaram. Eles voltaram em uma formação diferente. Eu estava tipo, ‘são alies’. Eram naves espaciais.”

(Capa de Rainbow, que também foi influenciada pelo episódio com naves espaciais)

Sobre sua paixão por baleias e conexão com à natureza, Kesha contou:

“Eu também nado com baleias, então eu tenho uma conexão tão estranha quando eu nado com elas e nos comunicamos na água”, disse Kesha. “Então, eu tenho todas essas interações diferentes com a natureza, que para mim é a espiritualidade.”

O episódio com o humorista Jerry Seinfeld também não passou batido pelos entrevistadores. Questionada sobre o ocorrido, Kesha respondeu:

“Eu me senti como se tivesse 5 anos de idade. Instantaneamente pensei: ‘que merd*’. E assim acabou que eu fui parar no meu próprio episódio de ‘Seinfeld’ por cinco segundos.”

Sobre o seu título consolidado de Glitter Queen, Kesha soltou:

“Eu sou a Rainha do Glitter, e esse título nunca será tirado de mim.”

Publicado por

20 anos, carioca, apaixonado por música e arte no geral. Fã da Kesha desde 2010.

, , ,
2017 © Portal Kesha - Direitos Reservados | Hospedado por Flaunt - Layout por Isaac